Mutuenses são destaques na Ecorunners - Etapa Cachorro do Mato

Marinalva venceu no feminino, Reinaldo chegou em 2.º e Augusto conquistou 5.º lugar geral nos 18 km. 

No dia 11 de agosto de 2018 foi realizada no distrito de Buenos Aires, em Guarapari (ES), a 2.ª etapa “Cachorro do Mato”, corrida promovida pela Ecorunners Assessoria Esportiva e Eventos, com a participação de centenas atletas de vários municípios que competiram nas categorias de 6, 18 e 30 km.

Três esportistas mutuenses subiram ao pódio com expressivas colocações, destacando o município de Mutum nesse tipo de evento esportivo que exige um bom condicionamento físico, muito treino e estratégia de competição.  A advogada Marinalva Martins de Freitas (36) foi a grande vencedora do evento entre as mulheres no percurso de 18 km, chegando em primeiro lugar geral com o tempo de 02:23:54. Reinaldo da Silva Neves (40) foi o 2.º colocado entre os homens nos 18 km, com o tempo de 01:48:03. O jovem Augusto de Oliveira Rocha (19) conquistou o 5.º lugar geral nos 18 km com o tempo de 02:03:30. Clique aqui para ver o resultado geral da competição.  

Segundo os organizadores do evento, a etapa "Cachorro do Mato" é uma homenagem especial a um animal amplamente distribuído na América do Sul, que vive sozinho ou em pequenos grupos pelas matas e que carrega consigo vários mistérios e crenças, muitas vezes relatados pelos moradores da região. Por se tratar de uma etapa totalmente imersa em trilhas e matas, nada mais apropriado do que essa escolha. Dirigentes da Ecorunners afirmam que o objetivo principal das competições é oferecer aos atletas uma experiência de associação de atividade física, saúde e conscientização ecológica, promovendo uma interação em locais e percursos desafiadores.

Os participantes mutuenses consideraram muito positiva a participação nesta etapa com os significativos resultados alcançados, ressaltando também a organização do evento, os desafios do percurso com trechos muito difíceis, com superfícies irregulares, muito barro, trilhas em matas e próximas a paredões de pedra.

“Foram 18 km de muita subida e descida num trajeto bem complicado, em asfalto, estrada de terra e trilhas no mato. Foi uma experiência única. Treinei muito e consegui o 5º lugar com muita garra e determinação.”, destacou Augusto que é membro do Grupo Auge de Montanhismo. 
  
Marinalva enfatizou o alto nível da competição. “Foi uma prova muito difícil,  'casca grossa' - como nós corredores nos referimos - e extremamente técnica. Ganhamos 940 metros de altimetria em elevação e gastamos mais de 1600 calorias. Apaixonei-me pela a corrida há alguns anos, mas comecei a treinar com orientação específica há apenas 7 meses. Já havia participado de outras quatro corridas de trilha com colocações muito boas, mas na Etapa Cachorro do Mato fui a campeã nos 18km.”, declarou a atleta comemorando muito o seu desempenho.

O município de Mutum, que foi um dos destaques nesta etapa da Ecorunners, já está sendo conhecido e respeitado no cenário esportivo nesse estilo de corrida pelos recentes e grandiosos resultados obtidos em competições regionais importantes.

FOTOS: Ecorunners, Augusto e Marinalva. TEXTO: Karone Marllus. 

Confira também:




Cadeirante no Pico da Bandeira

Amor incondicional: Daniel e Isaac vão ao Pico da Bandeira

Quem viu Daniel Gracie Pereira carregar o filho Isaac até o topo dos 2.890 metros do Pico da Bandeira, no último domingo (15), se emocionou com o exemplo de amor incondicional.
Morador de Manhuaçu, o ex-atleta profissional se recuperou de sete cirurgias ao lado do enteado, que tem paralisia cerebral, hidrocefalia e epilepsia.
Várias pessoas que estavam na trilha, segundo informações, subindo e descendo ficaram emocionadas com a atitude fantástica desse pai. Amor incondicional. Parabéns!!
Muitos já estão acostumados a ver a dedicação dele ao correr nas ruas e em corridas com garoto num triciclo. Mas chegar ao terceiro ponto mais alto do Brasil era com certeza uma desafio inimaginável. E não foi fácil.
Na rede social, o relato é da subida cansativa. Daniel carregou o garoto Isaac nas costas durante a subida. Era uma hora andando e quinze minutos de descanso, sob o sol escaldante, já que não há árvores no trecho até o pico.
Ele agradeceu “a todos que estavam subindo o Pico da Bandeira, naquelas trilhas desafiadoras, pessoas de várias partes do mundo, que me ajudaram com água, lanche, apoio moral, grito de incentivo, um frio e ao mesmo tempo um sol de rachar, mais uma vez Deus nos honrou!”. Foram 04 horas e 17 minutos da tronqueira até o cruzeiro no pico. “Estou muito cansado, mas com satisfação enorme de vê-lo feliz”, afirmou.

Montanhista mutuense faz a travessia da Serra Fina

Patrícia Lamarca de Oliveira Santos, montanhista do Grupo Auge, juntamente com o seu namorado, Waslen Viana Gonçalves (Cae) de Guaçuí-ES e três amigos, Nícolas de Vitória-ES, Alexandrino e Fabiana do Rio de Janeiro-RJ fizeram, entre os dias 31 de maio e 3 de junho, a travessia da Serra Fina, considerada uma das mais difíceis do Brasil. 

Os picos mais altos do Brasil
A  Serra Fina faz parte da Serra da Mantiqueira e está localizada na divida dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, onde se encontra a Pedra da Mina, considerada o 4.º ponto mais alto do Brasil com 2.798,06 m. Coordenadas geográficas: 22°25’40” S e 44°50’33” W. A trilha percorre cerca de 33 km em terreno extremamente acidentado, subindo e descendo outros picos importantes, como o Pico do Capim Amarelo (2.491m)Pico dos Três Estados (2.656m) e Cupim de Boi (2.543m). Ao todo a região tem mais de 10 picos com mais de 2.500m. 

E por que a travessia da Serra Fina é considerada tão difícil? 
As distâncias verticais são consideráveis, isto é, os desníveis são abruptos e constantes, para cima e para baixo, com muitas escalaminhadas.  O clima é instável, e o mau tempo pode arruinar seus planos, são poucos os pontos de água, o que nos obriga a carregar o peso extra desse precioso líquido na mochila, já pesada com todo o equipamento de frio e comida.  Em muitos trechos a trilha é difícil de ser localizada, passando por mata fechada, onde trilhas laterais podem confundir o trilheiro desavisado.

Abaixo seguem alguns trechos do diário da aventura registrados por Patrícia que também faz parte do Grupo Selvagem, liderado pelo namorado Waslen. O Grupo começou a planejar a travessia em meados de 2017 com pesquisas e outros preparativos para o grande desafio. 

"Por ser considerada a travessia mais difícil do Brasil, a Serra Fina é inigualável, a experiência é insubstituível e exige um condicionamento físico sem igual. Confesso que em muitos trechos meu namorado, além de carregar a mochila dele, voltava e pegava a minha, para que ficasse mais fácil a subida.

Mutuense é terceiro colocado geral na Polenta Off Road 2018


O jovem Augusto de Oliveira Rocha, 18 anos, membro do Grupo Auge, participou do festival de esporte de aventura Polenta Off Road 2018, realizado em Venda Nova do Imigrante (ES) nos dias 25 a 27 de maio de 2018. Augusto competiu no domingo (27), percorrendo 17 km em 2 horas e 18 minutos, num trajeto que teve trechos terra e muito barro, vindo a conquistar o terceiro lugar geral na competição que mobilizou centenas de participantes de vários municípios. 

Augusto tinha participado de outras três corridas, sendo as duas Voltas da Ponte Alta em Mutum e da Corrida da Inconfidência em Iúna (ES), obtendo a segunda colocação em sua categoria. Em Venda Nova, num evento de maior expressão, o mutuense participou na categoria Trail Run ou Trail Running, cuja principal característica é ocorrer em meio à natureza, geralmente em áreas rurais com variação de relevo. Esses eventos exigem treinamento específico e bom condicionamento físico. 

O esportista destacou a organização do festival, as belezas naturais contempladas durante o percurso e as dificuldades devido às chuvas e muito barro. “Essa foi a maior e mais organizada competição que já participei e, apesar da grande competitividade e outros desafios da prova, eu gostei muito do resultado e pretendo treinar mais para outras corridas.”, ressaltou Augusto.

Outra mutuense, a advogada Marinalva Martins de Freitas, também obteve um bom resultado alcançando a quarta colocação geral feminino na competição. 

POLENTA OFF ROAD
Promovido pelo TCMA (Trail Clube Mata Atlântica), o Polenta Off Road é o maior festival de esporte de aventura do Espírito Santo e um dos maiores do Brasil, que atrai centenas de atletas das diversas modalidades.  O evento surgiu do tradicional Enduro Nacional da Polenta, que no ano de 2015 incluiu as competições de Bike MTB, Quadriciclo, Jipes e Utv´s 4x4, e também em 2017 incluiu Voo livre e Trail Run, transformando-se no Polenta Off Road. Junto com o festival também surgiu o Polenta Adventure, um conjunto de modalidades esportivas de aventura praticados outdoor. Este evento faz com que a região turística das Montanhas Capixabas, principalmente Venda Nova do Imigrante, se consolide de vez como um grande destino nacional para prática de esportes de aventura. Considerando a experiência do Polenta Off Road, o TCMA decidiu agregar novas modalidades, tendo em vista que Venda Nova do Imigrante e região possuem público para o evento, contribuindo para atrair outros esportistas, seus familiares e amigos, que fortalecem a identificação da comunidade regional e dos próprios visitantes com a competição.

Escalaminhada e Missa na Pedra Santa em Imbiruçu - 12/10/2017

A Paróquia de São Manoel promoveu no dia 12 de outubro uma Missa em comemoração ao Dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, mobilizando pessoas da comunidade de Imbiruçu e da região. 

A Missa, presidida pelo Padre José Marcelino, ocorreu às 11:00 horas após uma caminhada de aproximadamente quarenta minutos até o topo da Pedra Santa onde está sendo construída uma nova capela toda em granito. 

O evento contou com a participação especial da Pastoral da Juventude, com integrantes de vários grupos de jovens da Paróquia. 

Membros do Grupo Auge participaram no tradicional evento que a cada ano impulsiona mais o turismo religioso, ecológico e de aventura na parte mais alta do município de Mutum. Na região, onde o café é a base da economia, é comum a prática do montanhismo, voo livre e mountain bike. 

A Pedra Santa fica no Distrito de Imbiruçu na divida com o Estado do Espírito Santo e o acesso ao cume é relativamente fácil. A partir da estrada com destino ao município de Ibatiba-ES (1.145m) inicia-se uma caminhada de aproximadamente 1,5 km em cerca de 50 minutos até o ponto mais alto da Pedra (1.308m) de onde é possível avistar toda a extensão territorial de Mutum e, também, alguns pontos de outros municípios, inclusive o Pico da Bandeira que fica no Parque Nacional do Caparaó e é o terceiro ponto mais alto do Brasil (2.892 m). 

Na Pedra Santa de Imbiruçu com os circuiteiros do Arte entre Povos

Aconteceu no último domingo (13/08/2017) um passeio na região da Pedra Santa, Distrito de Imbiruçu, idealizado pela Secretaria Municipal de Cultura, marcando o encerramento das atividades do 8.º Circuito Cultural Arte entre Povos. 

O Grupo Auge de Montanhismo participou do passeio que teve como objetivo principal apresentar aos circuiteiros as riquezas naturais da região de Imbiruçu, especialmente a Pedra Santa, um importante patrimônio ecológico e cultural mutuense. Os montanhistas Karone Marllus, Leonardo Gomes, Mauricéia Mendes e Roger Marllus acompanharam o Secretário Municipal de Cultura, César José Pires da Luz (César Tomé) e os circuiteriros Phillip Jonhston, Eunice Caldas, Edilene Peres, Nelza Jordem e o cubano Francisco Rivero, a coordenadora nacional do circuito, Maria Beatriz, o artesão mutuense Antônio Marcos de Roseiral, além de membros da família Fideles.


Foto 360º - Clique e arraste o mouse sobre a imagem ou use as setas de navegação.


"Zerando" no Pico da Bandeira

O montanhista do Grupo Auge Elpídio Justino de Andrade esteve nesta quinta-feira (13/07/17) no Parque Nacional do Caparaó e, acompanhado de seu filho Vitor Machado de Andrade, alcançou o Pico da Bandeira, terceiro ponto mais alto do Brasil com 2.892 metros de altitude. 

Localizado na Serra do Caparaó, na divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, o Parque Nacional do Caparaó é um dos ícones do montanhismo no Brasil e abriga, além do Pico da Bandeira, o Pico do Cristal, o sexto mais alto do país com 2.769 metros, além de inúmeras nascentes, cachoeiras, extensas matas e outras belezas naturais. A região também tem grande produção de café, com alguns produtores premiados nacionalmente e que exportam o produto. 

Segundo Elpídio, dos inúmeros visitantes do parque naquele dia somente ele e o filho animaram-se a escalaminhar até o ponto mais alto do Caparaó.  A temperatura na madrugada chegou próximo de zero grau. 

Na Pedra Invejada com alunos da Escola Estadual de Himalaia

Alunos e professores da Escola Estadual Francisco Carlos Hubner, localizada na Barra do Himalaia, fizeram um passeio ecológico na Pedra Invejada no último sábado (24/06/2017) e contaram com o suporte do Grupo Auge de Montanhismo e do Grupo Gênesis no evento. O passeio faz parte de um projeto de educação ambiental da escola por ocasião do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho.


Cerca de 50 alunos participaram da caminhada, iniciada às 7:00 horas, partindo da propriedade do Sr. Adalmário, em São Roque, até o sítio do Sr. Juarez que fez questão de receber os aventureiros lá no alto da Pedra. Foram cerca de 7 km percorridos pelas belas trilhas da região que têm grandes paredões, várias nascentes e flora e fauna exuberantes. 

Segundo a professora Hellen Laignier um dos objetivos principais do passeio foi promover uma reflexão sobre a necessidade constante de se preservar os recursos naturais, estimulando os alunos a se comprometerem mais no cuidado com o meio ambiente. 

Os alunos tiveram a oportunidade de ver também a aplicação de técnicas básicas de escalada e rapel, além de procedimentos sustentáveis para as atividades de trekking, camping, esportes de aventura, expedições etc. 

"Essas atividades envolvendo a educação ambiental desenvolvidas em parceria com as escolas são momentos muito oportunos para conscientizar os alunos e demais participantes quanto as questões ambientais, focando a possibilidade da satisfação constante das necessidades humanas com práticas sustentáveis, além da difusão dos esportes de aventura.", ressalta Karone Marllus. 

O evento contou também com o apoio da Infocenter e do site Mutumonline.com

I Encontro de Voo Livre de Mutum - I Revoada em Imbiruçu

A Secretaria Municipal de Turismo (SETUR) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMADES) promoveram nos dias 12 e 13 de novembro de 2016 a  I REVOADA EM IMBIRUÇU, com voos livres de parapente nas modalidades solo e duplo. O evento ocorreu em Imbiruçu, distrito de Mutum (MG) a partir da Rampa do Mineiro que fica próximo da Pedra Santa, há 7 km da BR 262, na divisa com o município de Ibatiba (ES).

Cerca de trinta pilotos participaram da revoada que contou com o especial suporte de moradores e da associação de produtores rurais do Distrito de Imbiruçu que colaborou no transporte, alimentação e hospedagem dos pilotos e demais pessoas envolvidas na promoção do encontro. 


Voo duplo de Karone Marllus com o piloto Neyder Bandeira
O Secretário Municipal de Turismo e montanhista, Karone Marllus Rocha de Oliveira, considera a prática dos esportes de aventura um importante mecanismo para a promoção sustentável do turismo na região. "Além do montanhismo, as regiões mais altas do nosso município, têm grande potencial para a prática do voo livre. O sucesso nesse primeiro evento demonstra que podemos e devemos avançar nos esforços para impulsionar as diversas modalidades esportivas que, certamente, contribuirão muito para o desenvolvimento socioeconômico regional."   


Secretário M. de Turismo Karone Marllus e 
Secretário M. de Meio Ambiente Genilson Tadeu
Segundo o secretário municipal de meio ambiente, Genilson Tadeu Silva, um dos primordiais objetivos do evento é estimular a criação de alternativas de renda na região que tem o café como principal atividade econômica. "Os esportes radicais podem fomentar o empreendedorismo em diversas áreas, trazendo novas possibilidades de investimento, outros projetos e ações que trarão mais desenvolvimento para o município e, também, para a região."


Alunos visitam conjunto paisagístico da Pedra Invejada

Através do Projeto "Educar" de Educação Patrimonial, coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura, alunos e professores da rede estadual de ensino realizaram uma visita ao conjunto paisagístico da Pedra Invejada neste sábado (08). O projeto conta com o apoio do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Cultural. 


A Pedra Invejada, além de ser um importante patrimônio natural mutuense, consta como patrimônio cultural do município, contando com políticas públicas e outras ações para divulgar garantir a sua preservação. Segundo o Secretário Municipal de Cultura, César José Pires da Luz (César Tomé), a Secretaria de Cultura promove desde 2013 as visitas ao conjunto paisagístico da Pedra Invejada, além de excursões a outras cidades históricas envolvendo a comunidade escolar e outras instituições ligadas à Cultura. 

Nesta etapa do projeto, participaram três escolas estaduais - Dionysio Costa, Álvaro Scherre (Centenário) e Juarez Calixto da Cruz Dias Júnior (Santa Rita).  Na caminhada pelas trilhas da região foi possível contemplar a riqueza da flora e da fauna, grandes paredões de pedra, nascentes e cursos d' água, além de lindas paisagens. 

Equipe do Grupo Auge participa do 11º Logo Ali Adventure

Manhumirim sediou no último domingo, 28/02, a 11.ª edição do Logo Ali Adventure que foi realizado no Parque Municipal do Sagui com provas de Trekking e de Mountain Bike tendo participação de dezenas de pessoas de várias partes da região.

Uma equipe de Mutum com nove pessoas representando o Grupo Auge de Montanhismo participou da prova de trekking de regularidade ou enduro a pé, passando por inúmeras trilhas do Parque, permitindo a contemplação da grande riqueza natural do local. A prova incluiu algumas dinâmicas ressaltando a preservação ambiental e informações acerca do trabalho desenvolvido pela equipe gestora do parque, parceiros e voluntários.

Carmélio Celestino e Karone Marllus

Organizado pelo turismólogo Carmélio Celestino, o Logo Ali Adventure é um evento itinerante e prestigia principalmente localidades de municípios pertencentes ao Circuito Turístico Pico da Bandeira. Segundo Carmélio, entre os objetivos estão a divulgação das potencialidades turísticas e esportivas da região, a promoção de um estilo de vida mais saudável e o cuidado com o meio ambiente.

Membro do Grupo Auge, Karone Marllus, que já participou de outras edições do Logo Ali, falou da importância da realização desses eventos. “As belezas naturais da nossa região favorecem muito a prática de esportes radicais, o ecoturismo, o turismo rural e tudo isso alinhado a educação ambiental e outros projetos e ações visando o progresso sustentável dos municípios.”, destacou.


Passeio ecológico na Pedra Invejada com Jovens de Atitude

No último domingo, dia 10 de janeiro, integrantes do Projeto Jovens de Atitude de Mutum (Guarda Mirim) fizeram uma caminhada ecológica na região da Pedra Invejada, acompanhados do Comandante da entidade, o Cb PM Samuel Celos e o montanhista Delvani Vieira, membro do Grupo Auge. Participaram também do passeio Vinícios de Paula e Nezinho.  



Depois de uma hora e meia de caminhada por trilhas no meio da mata, próximo de paredões de pedra e de algumas nascentes, os participantes chegaram até a Casa de Madeira, num terreno de propriedade do Sr.Juarez que recebeu a todos com satisfação. 

Resgate da cadela Bazuca

O Grupo Auge realizou nesta sexta, (31/07/2015), o resgate da cadela Bazuca que ficou seis dias presa no meio de um paredão de aproximadamente 300 metros num monte localizado próximo do povoado de Santa Maria no município de Mutum. 
No sábado, dia 25, o vaqueiro Aguinaldo saiu para reunir o gado no pasto e ouviu latidos da cadela e, em seguida, visualizou o animal na pedra num local de difícil acesso. Sensibilizada, a professora e fotógrafa Margareth Barata, cujo pai foi proprietário rural na região, entrou em contato com Karone Marllus e com Genilson Tadeu Silva na segunda-feira (27) relatando o fato. 

Na terça (28), constatando-se que a cadela estava viva e que não havia conseguido descer, membros do Grupo Auge, com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMADES), dirigida pelo secretário Genilson Tadeu e da Polícia Militar de Meio Ambiente, foram ao local para reconhecimento. Na quarta (29) a equipe fez buscas nas proximidades e por muito tempo pensou-se que a cadela havia morrido pois, não deu sinal de vida. Quando os voluntários já estavam desistindo ouviram fracos uivos. 
Como não havia tempo hábil nem equipamentos mais apropriados para continuar devido ao alto grau de dificuldade de acesso, a SEMADES e a PMMA acionaram o Corpo de Bombeiros de Manhuaçu. Quatro bombeiros vieram no dia 30 para atender a demanda e fizeram todos os procedimentos possíveis mas, por horas a cachorrinha não deu sinal de vida novamente. Seguindo os protocolos da corporação e para não comprometer a integridade física dos envolvidos na tentativa de resgate a operação foi encerrada. 

Postagens mais visitadas no Blog do Auge